O projeto: “A jornada da heroína e As treze anciãs” segue em circulação por oito comunidades de Arapiraca e mais cinco comunidades visitas em Palmeira dos Índios, Limoeiro de Anadia, Penedo, Feira Grande e Taquarana. De acordo com suas idealizadoras, Rosana Dias e Dayane Teles, a ação busca através da própria comunidade mulheres anciãs, ou histórias de grandes mulheres que cresceram e viveram ali. Os encontros tiveram início neste último fim de semana e a programação pode ser conferida na página do projeto no Instagram.

“Buscamos, dentro dessas comunidades visitadas, mulheres que ao final das ‘narrativas anciãs’, também compartilhem suas histórias num círculo sagrado feminino”, pontua Rosana. “Cada mulher detém uma parte da verdade representada, simbolicamente, em uma das treze ancestrais. 13 mulheres, 13 luas, anciãs, mães, avós, sábias”, reforça Dayane Teles.

O Projeto tem apoio financeiro do Governo de Alagoas, através da Secretaria de Estado da Cultura, via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal. 

A jornada da Heroína e as Treze Anciãs

12/03 – 09h
Mãe Luci
Canafístula
12/03 – 14h
Marluci
Canaã / Arapiraca 
13/03 – 11h
Laurinete
Pau D’arco/Arapiraca
13/03 – 14h
Nazo
Penedo
19/03 – 7h30
Maria Salete de Campos
Aldeia Tingui Botó / Olho d’água do meio – Feira Grande
19/03 – 14h
Tonha
Taquarana
20/03 – 9h
Mestra Biu
Taquarana 
20/03 – 14h
Mestra Cistina
Taquarana
21/03 – 8h
Destaladeira de Fumo
Canafístula/Arapiraca
21/03 – 14h
Dona Chiquinha
Aldeia Boqueirão / Palmeira dos Índios 

Neste início da “Jornada da Heroína e as Treze Anciãs”, o projeto contou com a presença de Dona Rosália Gomes dos Santos, que falou de seus saberes e fazeres no Povoado Fernandes, em Arapiraca.

Nesse último sábado, a ação contou com a presença de Maria de Fátima Santos, abordou sobre seus saberes e fazeres no Residencial Brisa do Lago, também em Arapiraca.

E ontem, domingo, na Comunidade Quilombola Carrasco, em Arapiraca, a convidada foi Maria José da Silva, que falou sobre de seus saberes e fazeres.

Veja mais quem são essas mulheres “heroínas”: