O hall principal da Casa da Cultura, localizada no centro de Arapiraca, está sediando a exposição fotográfica “Em Pau d’Arco, muitas flores”, da antropóloga e fotógrafa documental Anna Araújo. A intervenção conta, através de imagens, um pouco da história da presença do povo quilombola na construção de Arapiraca.

Segundo Anna Araújo, as imagens se apresentam enquanto reflexo e continuidade da pesquisa antropológica que ela realizou durante os anos de 2017 e 2018 na comunidade de remanescentes de quilombos Pau d’Arco, localizada na zona rural de Arapiraca.

“Essa exposição fala sobre a identidade e a construção da diferença social, abordando a memória coletiva e genealógica de parte de seus moradores, algo que me permitiu trazer à tona outras narrativas sobre o processo de formação do município de Arapiraca”, disse a fotógrafa documental.

As fotografias estarão expostas de 6 e 29 de maio no local e podem ser visitadas de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. É muito importante deixar claro que, para ter acesso ao local, é indispensável o uso de máscara de proteção contra a Covid-19.

“Considerando a história da exclusão social que caracteriza as comunidades quilombolas, bem como a ausência histórica de investimentos públicos em quebrar o racismo que as atinge, este projeto atende a demanda social dos quilombos, fomentando o conhecimento público acerca das negritudes arapiraquenses e suas singularidades”, explica Anna.

Serviço: Exposição “Em Pau d’Arco, muitas flores”

Até 29 de maio

Visitação: de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h

Fonte: Érick Balbino – Ascom Arapiraca

(Foto: Magno Almeida / Ascom Arapiraca)